A magia das uvas

O vinho, uma bebida que atravessa a história tem sido evocado em peças de arte cantadas por poetas, escritores, músicos e pintores. A paisagem por ele moldada, os costumes  e os sentimentos e o sortilégio da bebida estão espelhadas nessas obras.

 

Terão sido os Fenícios no século X antes de Cristo a introduzir a vinha em Portugal, hoje um universo agrícola onde convivem o fabrico artesanal e a alta tecnologia.

 

A Adega 23 é um novo espaço associado ao fabrico e cultura do vinho criado de raiz  por alguém visionário, que é também oftalmologista. Trata-se de uma história de amor, sensibilidade e claro muita diligência e até resiliência como hoje se diz.

 

O terreno, ocupado pela vinha, está dividido em dois pela auto-estrada A23.

 

Nele sobressai uma bela construção com paredes revestidas a painéis de cortiça, também um produto nacional. Depois, uma pele metálica de cor dourada, simula uma “cinta” em volta do edifício. A vista é quase mágica.

 

No dia 1 de Julho de 2018 na sede da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia, pelas 18 horas teremos o prazer de transferir esse local para a nossa sede por meio dos vinhos que resultaram da primeira colheita e de ouvir Manuela Carmona discursar sobre a magia, o papel e a importância do vinho na nossa história de séculos, na sua capacidade de mobilização de povos e quiçá de transformações políticas.

 

A oportunidade de numa prova de vinhos degustar os elegantes vinhos da Adega 23, que marcam pela carácter e autenticidade conclui esta acção cultural.

 

Estão todos convidados.

Leonor Duarte de Almeida